Tag Archives: First fifteen lives of Harry August

Uma crítica do livro: The First Fifteen Lives of Harry August

Claro que eu não sou uma nativa de portugues… então esse aqui combina duas coisas que eu adoro: ler livros e aprender linguas novas. 🙂 Se você tem correções, por favor me mande, eu lhe agredeço.

Beijos!

 

The First Fifteen Lives of Harry August 

Pela Claire North

[Cuidado: contém alguns spoilers]

Wow… Passaram-se apenas três dias desde que abri o livro até eu fechar a página final. Ainda até a metade da historia eu não sabia exatamente o que aconteceria, nem como terminaria. Embora o começo abra com a mesma frase que o capítulo final (e claro por essa altura faz sentido) e embora o primeiro capítulo já introduza o foco do enredo, ainda não é uma história linear (kkk – uma piada interna para a gente que já leu).

Na verdade The First Fifteen Lives of Harry August tem só duas personagens principais; um deles é o narrador e os personagens menores fornecem contexto delicioso e apoiam o enredo. Certamente o Harry é o protagonista são e racional com quem a gente pode se relacionar; é através dele que o leitor vive várias vidas animadas e bem-intencionadas. (Spoiler…) O Vincent é “o outro”, o antagonista; a gente perpetuamente e repetidamente suspeita dele na última metade o detesta. Não falarei mais sobre os dois. 😉

O escritor aborda o assunto de viagem no tempo e universos múltiplos na forma diferente que eu já vi. Tem muito mais ordem e coesão, não apenas uma situação turbulenta. Tem a imortalidade através um ciclo infinito da mesma bobina da vida… embora a bobina sempre progrida para frente. Claro, pessoas que passassem séculos experimentando o mesmo ciclo do tempo de novo e de novo tornariam entediados ou enlouqueceriam (imagina que você vive de nascimento até a morte, envelhecendo como todos, morrendo como as outras pessoas, porém você faz isso duas, dez, cem vezes). Alguns desses tipos de pessoas tentam mudar o mundo de forma que afetam a si mesmos e também ao futuro, de maneira irrevogável e catastrófica. É aí que o nosso herói enfrenta o seu arqui-inimigo com relacionamentos adequadamente complexos e motivos obscuros adicionado na mistura diabólica.

Leave a comment

Filed under Books

Book review: The First Fifteen Lives of Harry August

By Claire North

[Warning: some spoilers]

Wow… It took me three days to open this book on the first page and close it on the last. Even halfway through the story I didn’t know exactly where it was headed or what the end was gearing up to be. Even though the introduction starts with the same phrases as the last chapter (and of course makes much more sense by then) and Chapter 1 already sets out the main plot focus, it is not a strictly linear narrative (heehee – inside joke to those who’ve already read it).

The First Fifteen Lives of Harry August really only has two main characters, one of which is the narrator, and a handful minor characters who provide delicious context and support the plot. Naturally Harry is the sane, rational protagonist with whom we can relate and through whom we can live various exciting, well-meaning lives. (Spoiler) Vincent is the “other”, the antagonist, perpetually and consistently who we come to suspect halfway through and who we come to hate at about two thirds. I’ll say no more about them.

Time travel and multiple universes are approached very differently in this book than I’ve seen in other places. There is much more order and cohesion here. It is immortality through an infinite looping of the same reel, albeit through a forward progression of loops. Of course people who spend centuries experiencing the same looping of time over and over again get bored or go insane (imagine living from birth to your deathbed, aging like all people to, dying like all people do, but doing it twice, ten times, a hundred times). Others… try to change the world in ways that not only affect themselves, but the future, in irrevocable, catastrophic ways. This is where our protagonist faces his enemy, his nemesis, with suitably complex relationships and motivations thrown into the diabolical mix.

 

2 Comments

Filed under Books